Voltar

Política de privacidade

Objetivos

Esta política apresenta as diretrizes para proteção nos processos de tratamento de dados que incluem coleta, produção, recepção, classificação, utilização, acesso, reprodução, transmissão, distribuição, processamento, arquivamento, armazenamento, eliminação, avaliação ou controle da informação, modificação, comunicação, transferência, difusão ou extração de dados pessoais de nossos clientes, colaboradores e terceiros. O Hospital de Caridade e Beneficência se compromete e toma todos os cuidados necessários para atender a Lei nº 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados), cumpre plenamente os requisitos exigidos no DECRETO Nº 10.278, DE 18 DE MARÇO DE 2020, que estabelece a técnica e os requisitos para a digitalização de documentos públicos ou privados, e na LEI Nº 13.787, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2018 que dispõe sobre a digitalização e a utilização de sistemas informatizados para a guarda, o armazenamento e o manuseio de prontuário de paciente ou legislação que estiver vigente e os deveres impostos pelo Código de Ética Médica (Resolução CFM nº 2.217/2018, nº 2.222/2018 e nº 2.226/2019) e a Lei nº 12.527, de 18.11.2011 (LAI), a Lei nº 12.965, de 23.04.2014 (Marco Civil da Internet).

 

1. GLOSSÁRIO

LGPD: Lei nº 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados).

DADOS PESSOAIS: De acordo com a LGPD, qualquer informação relacionada a pessoa natural identificada ou identificável é considerado um dado pessoal. São exemplos de dados pessoais: nome, RG e CPF.

DADOS PESSOAIS SENSÍVEIS: Também de acordo com a LGPD, um dado pessoal sensível é todo dado pessoal sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural. Para simplificar o entendimento, qualquer dado que possa causar algum constrangimento ou preconceito sobre uma pessoa natural é considerado um dado pessoal sensível.

TITULAR DO DADO PESSOAL: Pessoa da qual o dado pessoal pertence.

USUÁRIO: Qualquer pessoa natural que possa fornecer dados pessoais para o Hospital de Caridade e Beneficência por qualquer um dos canais disponíveis, atendimento presencial, site, aplicativos e portais.

TERMO DE CONSENTIMENTO: documento assinado pelos usuários que representa sua manifestação livre sobre a aceitação de tratamento de seus dados pessoais para uma finalidade determinada;

DADO ANONIMIZADO: Quaisquer dados pessoais que, uma vez tratados com a utilização de meios técnicos razoáveis e disponíveis na ocasião de seu tratamento, inviabilizem a identificação do seu titular.

BASE LEGAL: São critérios estabelecidos pela LGPD, para descrever em quais situações o tratamento de dados é permitido sem necessidade de consentimento do usuário.

FINALIDADE: o objetivo, o propósito que o Hospital de Caridade e Beneficência deseja alcançar a partir de cada ato de tratamento das informações pessoais.

 

2. TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS

O Hospital de Caridade e Beneficência tratará dados pessoais para atender as necessidades de seus usuários da melhor forma possível. Além disso o tratamento de dados é necessário para personalização de serviços provendo uma experiência mais satisfatória ao usuário.

Como uma instituição de saúde, o Hospital de Caridade e Beneficência é respaldado por um processo legislativo que em consonância com a LGPD para tratar dados pessoais para atividades que sejam de inerentes à tutela de saúde, proteção a vida e outras ações que sejam de legítimo interesse da instituição.

Em casos em que o tratamento de dados não se enquadre em nenhuma base legal, será solicitado o consentimento do titular de dados. No termo de consentimento estão claras as ações de tratamento a serem realizadas com o dado. Caso o titular de dados não aceite assinar o termo de consentimento, o Hospital de Caridade e Beneficência não pode se negar a prestar o serviço em questão.

As interações dos usuários com nossos portais e aplicativos só necessitarão de fornecimento de dados pessoais quando o usuário solicitar algum serviço.

 

3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

O Hospital de Caridade e Beneficência se responsabiliza pelos dados fornecidos por seus clientes, mantendo controles de segurança para preservar a confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados por nós controlados.

Todas as ações e controles visam manter a proteção dos dados e evitar acessos indevidos. O Hospital de Caridade e Beneficência segue as melhores práticas de mercado quanto a segurança das informações e segue as legislações em vigência e as pertinentes ao segmento. Em caso de vazamento de dados, os titulares de dados serão informados, contudo uma vez públicos, não será possível garantir que estes não possam ser acessados indevidamente.

Consequentemente, o Hospital de Caridade e Beneficência, suas empresas parceiras e afins, terceiros, provedores de serviços e seus respectivos escritórios, diretores, empregados e agentes não representam, autorizam ou garantem que informações pessoais estarão protegidas contra invasão de “hackers” ou qualquer outra forma ou dispositivo desautorizado no ambiente interno e externo.

Por isso, caso o Usuário identifique ou tome conhecimento de algo que comprometa a segurança dos dados pessoais, o Hospital de Caridade e Beneficência pede que entre em contato por meio do e-mail dpo@hcb.com.br ou outra forma de contato que você escolher dentre as disponibilizadas pelo Hospital de Caridade e Beneficência para este fim.

 

4. O QUE SÃO COOKIES E COMO SÃO TRADADOS

Cookies são pequenos arquivos que podem ser armazenados em seus dispositivos sempre que um usuário acessa o site e serviços online do Hospital de Caridade e Beneficência. Estes arquivos contêm informações sobre a navegação do usuário e são utilizados para melhorar a experiência dos usuários durante a visita ao site. A coleta de cookies pelo Hospital de Caridade e Beneficência, pode ser aceita ou revogada sempre que o usuário visita a página.

 

5. COMPARTILHAMENTO DE DADOS PESSOAIS

Todo compartilhamento de dados pessoais realizados são para compor a melhor experiência e prestação dos serviços aos nossos clientes. Com isso, pode haver compartilhamentos entre departamentos internos, além de compartilhamento de dados com parceiros do Hospital de Caridade e Beneficência, como operadoras de saúde, laboratórios e conselhos de classes sempre seguindo as exigências regulamentadoras e legislações vigentes.

O compartilhamento de dados interno ou externo deverá seguir protocolos seguros de troca de informações.

 

6. DIREITOS DOS USUÁRIOS

Qualquer titular de dados tem direito a solicitar ao Hospital de Caridade e Beneficência informações relacionadas ao tratamento de seus dados. Segundo a LGPD, os direitos dos titulares de dados são:

  • Confirmação da existência de tratamento;
  • Acesso aos dados;
  • Correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados;
  • Anonimização, bloqueio ou eliminação de dados desnecessários, excessivos ou tratados em desconformidade com a legislação vigente;
  • Portabilidade dos dados a outro fornecedor de serviço ou produto, mediante requisição expressa, de acordo com a regulamentação da autoridade nacional, observados os segredos comercial e industrial;
  • Eliminação dos dados pessoais tratados com o consentimento do titular, exceto nas hipóteses previstas em Lei;
  • Informação das entidades públicas e privadas com as quais o controlador realizou uso compartilhado de dados;
  • Informação sobre a possibilidade de não fornecer consentimento e sobre as consequências da negativa;
  • Revogação do consentimento;

 

7. SOLICITAÇÕES E RECLAMAÇÕES

Para qualquer uma das solicitações referentes aos direitos dos titulares, o mesmo poderá realizar um pedido por escrito dirigido ao Hospital de Caridade e Beneficência: Rua Saldanha Marinho, 48, centro CEP 96508-260

email: dpo@hcb.com.br

 

8. DIVULGAÇÃO LEGAL DOS DADOS

Em certas circunstâncias, O Hospital de Caridade e Beneficência poderá divulgar Dados Pessoais, na medida necessária ou apropriada, para órgãos governamentais, com o objetivo de cumprir com a legislação aplicável ou com uma ordem ou intimação judicial ou, ainda, se O Hospital de Caridade e Beneficência acreditar de boa-fé que tal ação seja necessária para:

  • Cumprir com uma legislação que exija tal divulgação;
  • Investigar, impedir ou tomar medidas relacionadas a atividades ilegais suspeitas ou reais ou para cooperar com órgãos públicos ou para proteger a segurança nacional;
  • Execução de seus contratos;
  • Investigar e se defender contra quaisquer reivindicações ou alegações de terceiros;
  • Proteger a segurança ou a integridade dos serviços (por exemplo, o compartilhamento com empresas que estão sofrendo ameaças semelhantes);
  • Exercer ou proteger os direitos, a propriedade e a segurança do Hospital de Caridade e Beneficência;
  • Proteger os direitos e a segurança pessoal de seus funcionários, usuários ou do público;
  • Em caso de venda, compra, fusão, reorganização, liquidação ou dissolução do Hospital de Caridade e Beneficência.

 

9. VIGÊNCIA

A versão atual da Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais do Hospital de Caridade e Beneficência foi publicada em nosso portal (www.hcb.com.br) em 29/01/2021, podendo ser alterada e/ou atualizada a qualquer momento, passando a vigorar a partir da data de sua publicação.

 

Gerenciar cookies